mfa

Ler é viajar sem sair do lugar.

Ler é viajar sem sair do lugar.

FÁBULA é uma narração breve, de natureza simbólica, cujos personagens por via de regra são animais que pensam, agem e sentem como os seres humanos. Esta narrativa tem por objetivo transmitir uma lição de moral.

PARÁBOLAS.

PARÁBOLAS , falam de algo que o povo já conhece, para levá-lo a descobrir aquilo que ele nem imagina. Assim podem falar de realidades misteriosas como o Reino de Deus, por exemplo, como as parábolas de Jesus nos envolvem naquilo que está sendo apresentado e provocam uma iluminação por meio de uma comparação que nos faz perceber como a realidade funciona...

METÁFORA.


METÁFORA é uma figura de estilo (ou tropo linguístico), que consiste numa comparação entre dois elementos por meio de seus significados imagísticos, causando o efeito de atribuição "inesperada" ou improvável de significados de um termo a outro. Didaticamente, pode-se considerá-la como uma comparação que não usa conectivo (por exemplo, "como"), mas que apresenta de forma literal uma equivalência que é apenas figurada.

MITO é uma narrativa de caráter simbólico, relacionada a uma dada cultura. O mito procura explicar a realidade, os principais acontecimentos da vida, os fenômenos naturais, as origens do Mundo e do Homem por meio de deuses, semi-deuses e heróis. O mito só fala daquilo que realmente aconteceu do que se manifestou, sendo as suas personagens principais seres sobrenaturais, conhecidos devido aquilo que fizeram no tempo dos primordios. Os mitos revelam a sua actividade criadora e mostram a “sobrenaturalidade” ou a sacralidade das suas obras. Em suma os mitos revelam e descrevem as diversas e frequentemente dramáticas eclosões do sagrado ou sobrenatural nomundo. É está “intormição” ou eclosão do sagrado(sobrenatural), que funda, que dá origem ao mundo tal como ele é hoje. Sendo também graças à intervenção de seres sobrenaturais que o homem é o que é hoje.

Desperte para o Mundo Encantado da Leitura.


clock-desktop.com

terça-feira, 23 de março de 2010

O Sábio e seus visitantes

                                
http://www.cantinhodameiga.com/o_sabioFig9.jpg



                                    "Certo dia, a solidão bateu à porta de um grande sábio. 
Ele convidou-a para entrar. Pouco depois, ela saiu decepcionada. 
Havia descoberto que não podia capturar aquele ser bondoso, pois ele
 nunca estava sozinho: estava sempre acompanhado pelo amor de Deus. 
 
De outra feita, a ilusão também bateu à porta daquele sábio. 
Ele, amorosamente, convidou-a a entrar em sua humilde morada.
Logo depois, ela saiu correndo e gritando que estava cega. 
O coração do sábio era tão luminoso de amor que havia
 ofuscado a própria ilusão. 
 
Em um outro dia, apareceu a tristeza. Antes mesmo que ela batesse à porta, 
o sábio assomou a cabeça pela janela e dirigiu-lhe um sorriso enternecedor. 
A tristeza recuou, disse que era engano e foi bater em alguma outra porta que 
não fosse tão luminosa. 
 
A fama do sábio foi crescendo e a cada dia novos visitantes chegavam,
 objetivando conquistá-lo em nome da tentação. 
 
Em um dia era o desespero, no outro a impaciência. Depois vieram a mentira, 
o ódio, a culpa e o engano. Pura perda de tempo: o sábio convidava todos a
 entrar e eles saíam decepcionados com o equilíbrio daquela alma bondosa. 
 
Porém, um dia a morte bateu à sua porta. Ele convidou-a a entrar. 
Os seus discípulos esperavam que ela saísse correndo a qualquer momento,
 ofuscada pelo amor do mestre. Entretanto, tal não aconteceu. 
 
O tempo foi passando e nem ela nem o sábio apareciam. Os discípulos, cheios 
de receio, penetraram a humilde casa e encontraram o cadáver de seu mestre
 estirado no chão. Começaram a chorar ao ver que o querido mestre havia partido 
com a morte.
 
 Na mesma hora, adentraram na casa a ilusão, a solidão e todos os outros servos
 da ignorância que nunca haviam conseguido permanecer anteriormente naquele recinto. A tristeza dos discípulos havia aberto a porta e os mantinha lá dentro.
 
 Enquanto isso, em outra dimensão, levado pela morte, o sábio instalava-se 
em sua nova residência. Agora, só batem em sua porta os espíritos luminosos. 
E, amorosamente, ele continua convidando todos os que batem a entrar.
 
 E ninguém quer sair de lá, pois agora o grande mestre 
"mora no coração de Deus".

Autor Desconhecido
  



Fonte:   http://www.cantinhodameiga.com/

Nenhum comentário:

A ÁGUIA ------ Motivacional